Bringing Creativity & Ideas to Life

O setor de serviços responde por uma importantíssima parcela do PIB mundial: 78% do PIB dos EUA; 75% PIB da Zona do Euro; e 72% do PIB brasileiro, além de impulsionar a inovação tecnológica em outros segmento da economia”, diz o professor Pedro Luiz Dias – professor de Planejamento Tributário no Curso de Pós-Graduação em Controladoria e Finanças da Universidade Metodista de São Paulo (Umesp). Este setor está em constante crescimento, e a tecnologia vem com tudo para facilitar o dia a dia do profissional, agilizar processos, automatizar burocracias e trazer melhores margens de lucro.

Nos segmentos de contabilidade e auditoria por exemplo, as transformações tecnológicas vêm gerando um enorme impacto sobre o cotidiano dos profissionais que, por exemplo, lidavam com um impressionante volume de papéis. Hoje, eles dispõem de dispositivos cada vez mais compactos e eficientes, além de poderem realizar trabalhos local ou remotamente, em plataformas hospedadas em nuvens.  

Quando se fala em inovação tecnológica, tendemos a pensar na imagem de um grupo de jovens visionários que se reúnem na garagem da casa dos pais e ali produzem serviços ou produtos capazes de transformar a realidade, entretanto, a inovação tecnológica, na maior parte das vezes, se resume a uma estratégia de sobrevivência das empresas, para manter seus custos operacionais dentro de níveis aceitáveis ou para atender a demanda de um público cada vez mais exigente. Em resumo: mais do que fruto de uma aventura criativa, a maioria das inovações nasce para manter competitividade, aumentar a participação das empresas no mercado ou reagir à redução de sua fatia do mercado, às mudanças culturais ou a novas determinações legais.

O segmento de serviços só tem a ganhar com o investimento em tecnologia. Eficiência, redução de custos e aumento da qualidade são apenas alguns dos benefícios que pode-se gerar. Existe a necessidade latente de se oferecer uma experiência ou o resultado que nenhum ou poucos concorrentes oferecem, um verdadeiro diferencial do negócio. Muitas empresas prestadoras de serviços já usam as redes sociais para interagir com o seu público, mas poucas utilizam o canal como um meio de prestação de serviço e pagamento.

Os chatbots transacionais permitem que consultorias, aulas e cursos online sejam escolhidos, experimentados e adquiridos como se fosse em uma conversa com o representante. Entre informações e dúvidas respondidas, os dados do cartão de crédito e as informações da compra vão sendo processados. Todos os processos conduzidos por um robô de inteligência artificial garante não somente a segurança da transação, como também a otimização dos argumentos de vendas, já que ele pode aprender com as interações anteriores, as quais foram mais efetivas. 

As novas tecnologias também permitem traçar um perfil do consumidor de forma mais concreta. Isso é fundamental tanto para empresas que ofertam seguros de vida ou residencial e precisam quantificar o risco que os seus segurados correm, como para prestações de serviços menos críticas, mas que podem se beneficiar dessa informação. 

A tecnologia no setor de serviços sempre estará em sintonia com a satisfação e a experiência dos clientes, ainda que a sua aplicação seja na organização ou melhoria dos processos internos. Isso acontece porque todos os benefícios resultarão em otimização operacional e melhores serviços prestados.

Outro detalhe importante é que o impacto da tecnologia no setor de serviços é constante, ou seja, é preciso fazer um acompanhamento das tendências e novidades regularmente.

Procurar...